Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Torre de Babel

Torre de Babel

As diferenças de comportamento entre homens e mulheres

Estudar o comportamento humano não é o mesmo que estudar química. É difícil medir o comportamento – isto é, atribuir-lhe valores matemáticos – e quase impossível ser objetivo na sua análise; dois cientistas podem interpretar de modo diferente o mesmo comportamento. Assim, a primeira coisa a dizer acerca das diferenças sexuais (à parte as anatómicas) é que nada ainda foi provado em definitivo.

 

o-MEN-WOMEN-DIFFERENCES-facebook.jpg

 

No entanto, os cientistas concordam em geral que se encontra razoavelmente estabelecida a existência real de quatro tipos de diferenças: os homens são mais agressivos do que as mulheres; são melhores em matemática e na aptidão visual-espacial, como a leitura de mapas e a destrinça de labirintos. As mulheres são superiores aos homens nas realizações verbais, o que inclui a compreensão de questões difíceis e a fluência do discurso.

 

Os cientistas que aceitam a existência destas diferenças citam frequentemente como fonte um estudo clássico sobre o assunto elaborado por duas psicólogas, Eleanor E. Maccoby e Carol N. Jacklin, que chegaram às suas conclusões depois de analisarem mais de 2000 estudos efetuados por diversos investigadores.

 

Existem fortes possibilidades de que duas destas diferenças, as que se referem à agressão e à matemática, tenham raízes biológicas, sendo provavelmente determinadas, em parte, pelos genes. Mas pensa-se que em todas as diferenças sexuais do comportamento a aprendizagem e outros factores ambientais desempenham um importante papel.

 

Não esqueçamos, porém, que a prova das quatro diferenças baseia-se em médias estatísticas. Não é verdade que todos os homens sejam melhores em matemática do que todas as mulheres; algumas mulheres chegam a superar a maioria dos homens. Do mesmo modo, alguns homens há que excedem as aptidões verbais da maioria das mulheres.