Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Torre de Babel

Torre de Babel

Infante D. Francisco

Terceiro filho de D. Pedro II e de sua segunda mulher, D. Maria Sofia de Neuburgo, o infante D. Francisco (1691-1742) foi duque de Beja.

 

Infante_Francisco,_Duque_de_Beja.JPG

 

Aos cinco anos tornou-se grão-prior do Crato e, dois anos mais tarde, foi armado cavaleiro por seu pai. Desde cedo revelou gosto pelos assuntos náuticos, teóricos e práticos, sobretudo no domínio da construção naval. Provavelmente por isso, foi escolhido por D. João V para organizar a armada enviada a Veneza, em 1716, em auxílio do papa Clemente XI, na luta contra os turcos.

 

Conhecido pela sua ambição, tornou-se tristemente célebre pelas crueldades que praticou. Alimentava, ao que parece, a ambição de usurpar o trono a seu irmão, D. João V, tal como seu pai fizera com o rei D. Afonso VI. Com esse objetivo, durante as ausências de D. João V, particularmente quando este permaneceu em Azeitão a convalescer de uma grave depressão, insinuava-se perante a rainha, D. Maria Ana de Áustria, sua cunhada, alimentando a ideia de casar com ela em caso de morte do monarca.

 

O infante D. Francisco faleceu na quinta de Bernardo Freire de Sousa, junto a Óbidos, em julho de 1742.