Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Torre de Babel

Torre de Babel

Quem foi Asima Chatterjee e porque a Google lhe dedica um doodle

Asima Chatterjee (1917-2006) foi uma química indiana conhecida pelo seu trabalho nos campos de química orgânica e fitomedicina. O seu trabalho mais notável inclui pesquisas sobre alcalóides de vinca e o desenvolvimento de drogas anti-epilépticas e antipalúdicas. Ela também escreveu um volume considerável de trabalho em plantas medicinais do subcontinente indiano. Este sábado, 23 de setembro, a Google dedica-lhe um doodle para assinalar o 100º aniversário do seu nascimento.

 

Dr A Chatterjee (1961).JPG

 

Quando Asima Chatterjee estava crescendo em Calcutá, nos anos 1920 e 1930, era quase inaudito que uma mulher estudasse química. Deve ter sido uma grande surpresa quando Chatterjee não só completou os seus estudos de graduação em química orgânica, mas também quando recebeu um doutoramento em Ciências, a primeira mulher a fazê-lo na Índia!

 

A Dra. Chatterjee fez desenvolvimentos inovadores em medicina com as suas pesquisas. Ela estudou principalmente as propriedades medicinais das plantas nativas da Índia. Ao longo da sua carreira, a sua pesquisa contribuiu para o desenvolvimento de drogas que trataram a epilepsia e a malária. A contribuição mais notável da Dra. Chatterjee no campo, no entanto, foi o seu trabalho em alcalóides de vinca. Alcalóides são compostos feitos de plantas, muitas vezes para tratar doenças médicas. Os alcalóides de vinca, que provêm da planta da pervinca de Madagascar, são usados atualmente em tratamentos de quimioterapia porque ajudam a diminuir a velocidade ou impedir que as células cancerosas se multipliquem.

 

O trabalho e as realizações da Dra. Chatterjee foram reconhecidos pelas universidades em todo o mundo e receberam elogios do governo indiano, alguns dos prémios mais importantes do país (como o Padma Bhushan) e a serem nomeados para a Câmara Superior do Parlamento!

 

O Google Doodle dedicado ao centenário do nascimento de Asima Chatterjee:

 

asima-chatterjees-100th-birthday-4652731129135104-

 

A Dra. Chatterjee abraçou a colaboração e até mesmo fundou (e tornou-se chefe) do Departamento de Química do Colégio Lady Brabourne. Com a sua dedicação às plantas medicinais indianas, ela também iniciou um instituto de pesquisa e orientou muitos estudiosos de química na Índia. O Google Doodle deste dia 23 de setembro comemora o 100º aniversário do nascimento da Dra. Chatterjee com uma homenagem a esta mulher surpreendente e às suas grandes realizações em nome da Ciência.

 

Destaques da vida e da carreira da Dra. Asima Chatterjee

 

Asima Chatterjee foi uma excelente aluna enquanto crescia na Índia, e acabou por se formar com honras em química na Universidade de Calcutá em 1936. Em 1940, ela retornou à universidade como chefe fundadora do departamento de química do Colégio Lady Brabourne e, em 1944, tornou-se apenas a segunda mulher a ser conferida com um Doutoramento em Ciências por uma universidade indiana, com base em sua pesquisa sobre química de produtos vegetais e química orgânica sintética. Chatterjee escreveu muitos volumes de trabalho com sua pesquisa em plantas médicas do subcontinente indiano e as suas descobertas estão atualmente sendo usadas no gerenciamento de doenças que ameaçam a vida de milhares de pessoas: as suas investigações sobre as propriedades dos alcalóides da vinca são agora usadas em quimioterapia e outros descobrimentos de Chatterjee levaram ao desenvolvimento da droga anti-convulsiva Ayush-56, usada para tratar a epilepsia, bem como vários medicamentos contra a malária. Ela foi nomeada pelo Presidente da Índia como Membro do Rajya Sabha, a Câmara dos Deputados do Parlamento indiano, composto por pessoas selecionadas pelas suas contribuições para a arte, literatura, ciência e serviços sociais da nação asiática.