Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Torre de Babel

Torre de Babel

Quem foi Robert Koch e por que é homenageado pela Google

Robert Koch nasceu em 1843. Koch trabalhou no antraz e tuberculose (TB) e desenvolveu o trabalho de Louis Pasteur. A fama de Koch, ao lado de Alexandre Fleming, Edward Jenner, Joseph Lister e Pasteur, está firmemente cimentada na história médica.

 

4339.jpg

 

Koch veio de uma família pobre que trabalhava nas minas e levou-lhe muita determinação para obter um lugar universitário onde ele primeiro estudou matemática e ciências naturais e depois estudou medicina.

 

Pasteur estava convencido de que os micróbios causavam doenças em seres humanos, mas seu trabalho na cólera havia falhado. Ele nunca conseguiu vincular diretamente um micróbio com uma doença. Koch conseguiu fazer isso.

 

Koch era um médico e por isso tinha um conhecimento detalhado do corpo humano – algo que Pasteur, como cientista de pesquisa – carecia. Ele também era competente em experiências, o resultado da sua formação em ciências naturais. As qualidades que também provaram ser importantes foram a sua capacidade de trabalhar por longos períodos de tempo e sua paciência. No entanto, Koch também era difícil de trabalhar e não podia tolerar que alguém lhe dissesse que suas teorias estavam erradas.

 

Em 1872, Koch tornou-se médico oficial do governo para uma área rural perto de Berlim. Ele começou a fazer experimentos com micróbios em um pequeno laboratório que ele havia construído para si mesmo em sua cirurgia.

 

A primeira doença que Koch investigou foi antraz. Esta era uma doença que poderia afetar seriamente os rebanhos de animais de fazenda e que os agricultores temiam com razão. Outros cientistas também trabalhavam no antraz. Em 1868, um cientista francês chamado Davaine provou que um animal saudável que não possuía antraz poderia ter a doença se fosse injetado com sangue contendo antraz. Koch desenvolveu este trabalho e, durante três anos, passou todo o seu tempo livre descobrindo o que podia sobre a doença, incluindo o seu ciclo de vida.

 

Koch descobriu que o micróbio de antraz produzia esporos que viviam por muito tempo mesmo depois de um animal infectado ter morrido. Ele também provou que esses esporos poderiam desenvolver-se no germe de antraz e poderiam infectar outros animais.

 

Depois disso, Koch dedicou o seu tempo a estudar germes que afetavam especificamente os seres humanos. Em 1878, ele identificou o germe que causava envenenamento e septicemia no sangue. Ele também desenvolveu novas técnicas para realizar experiências que influenciaram a forma como muitos outros cientistas realizaram suas experiências. Ele sabia que o sangue infectado continha o germe de septicemia, mas ele não podia ver estes germes sob um microscópio e, portanto, outros cientistas provavelmente não acreditariam no que ele pensava ser a verdade sem provas.

 

Koch descobriu que o violeta de metila mostrava o germe de septicemia ao microscópio por coloração. Ele também fotografou os germes para que as pessoas fora do seu laboratório pudessem vê-los.

 

Koch também desenvolveu um método para provar qual germe causava uma determinada infecção. Seu trabalho foi recompensado em 1880 quando foi nomeado para uma vaga no Imperial Health Office, em Berlim. Aí, Koch aperfeiçoou a técnica de cultivo de culturas puras de germes usando uma mistura de batatas e gelatina. Esta era uma substância sólida suficiente para permitir que os germes fossem estudados melhor. Koch reuniu em torno dele uma equipa de pesquisadores em Berlim em 1881 e começou a trabalhar em uma das piores doenças do século XIX – a tuberculose (TB).

 

O germe da tuberculose era muito menor do que o germe de antraz, então a busca por ele era difícil. Usando uma versão mais especializada de sua técnica de tintura, Koch e sua equipa procuraram o germe de TB. Em maio de 1882, Koch anunciou que havia encontrado o germe. Seu anúncio causou grande entusiasmo. Também gerou o que se tornou conhecido como "caçadores de micróbios" – uma nova geração de jovens cientistas que se inspiraram no trabalho de Koch e Pasteur. Um dos que foi inspirado por Koch foi Paul Ehrlich.

 

Qual o legado de Koch? Ele finalmente colocou de lado a crença de que o "mau ar" causava doenças. Ele inspirou outros pesquisadores mais jovens a desenvolver o seu trabalho. Ele havia encontrado os germes de duas doenças temidas – antraz e tuberculose. Ele desenvolveu técnicas de pesquisa que outros poderiam usar em todo o mundo.

 

Em 1900, vinte e um germes que causavam doenças já tinham sido identificados e tudo num espaço de apenas duas décadas. "Assim que o método correto foi encontrado, as descobertas vieram tão facilmente quanto as maçãs maduras de uma árvore", disse Robert Koch certa vez. Foi ele quem desenvolveu os métodos corretos.

 

Kock faleceu em 1910. Mais de cem anos depois, a Google dedica-lhe um Doodle para celebrar a vida deste grande médico e pesquisador que em muito beneficiou a humanidade.