Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Torre de Babel

Torre de Babel

Porque quase se extinguiram os rapanui?

Segundo o biogeógrafo Jared Diamond, devido ao dano infligido por eles mesmos a um ambiente que chegou a acolher 15 mil indivíduos.

 

isla-de-pascua_shutterstok-MZ33.jpg

 

Entre os séculos XIII e XIX, não pararam de dizimar as aves e destruir os recursos florestais da ilha, de modo que em apenas 600 anos já não havia uma árvore com mais de três metros de altura.

 

Consequências: fome, violência e praticamente a extinção (em 1877, restavam apenas 110 habitantes).

O exorcismo de Robbie Mannheim

No dia 20 de agosto de 1949, o Washington Post publicou um artigo no qual se relatava o exorcismo praticado a um rapaz de 13 anos chamado Robbie Mannheim. Segundo se lia, o adolescente tinha começado a sentir fenómenos estranhos à sua volta após a morte de uma tia à qual estava muito ligado: desde sons provenientes do piso superior da casa onde vivia com a sua família até objetos que se moviam sem que ninguém lhes tocasse.

 

Robbie-Mannheim.jpg

 

Quando o menino começou a apresentar arranhões no corpo, a família decidiu contatar médicos e psiquiatras. Sem uma explicação médica plausível para os fenómenos, pediram conselho aos reverendos protestantes Luther Miles e Raymond J. Bishop. Estes, alarmados pelos factos que observaram, recorreram ao padre católico William S. Bowder, que solicitou autorização para praticar um exorcismo.

 

Graças ao diário que o padre Bowder foi escrevendo, o Washington Post pôde narrar como três sacerdotes participaram no exorcismo, que este durou exatamente um mês e que nele aconteceram cenas que atemorizaram os exorcistas. "Robbie erguia-se na cama e lutava com todos os que o rodeavam. Gritava, saltava e dava murros. Tinha o rosto endemoninhado e batia com os dentes de fúria", lia-se no diário.

 

O jovem recuperou: o exorcismo foi um êxito, tal como no livro O Exorcista, de William Peter Blatty, que se inspirou no caso publicado pelo Washington Post.

 

Vale a pena referir que o Rituale Romanum, manual dos exorcistas, foi publicado em 1614 e atualizado no ano 2000, que a Associação Internacional de Exorcistas é uma entidade jurídica reconhecida pelo Vaticano e que João Paulo II praticou o seu primeiro exorcismo em 1978, sendo já papa, e voltou a fazê-lo em 1982 e em 2000.

A invenção do telefone e as primeiras cabinas públicas

Apesar de hoje ser um aparelho cada vez mais dispensável, o telefone fixo é uma das invenções mais disputadas da história.

 

1896_telephone.jpg

 

A fama cabe ao norte-americano Alexander Graham Bell (1847-1922), que o patenteou em 1876, mas, na realidade, a paternidade da invenção é do italiano Antonio Meucci (1808-1889), que já em 1857 apresentara o aparelho, ao qual chamou "teletrófono", mas não tinha recursos para patenteá-lo.

 

A popularidade do telefone consolidou-se com a aparição das cabinas que permitiam o acesso público à nova invenção (lembra-se dos filmes de Hollywood dos anos 30 e 40?).

 

A primeira cabina pública foi colocada em 12 de janeiro de 1881 na Potsdamer Platz, em Berlim. Para utilizá-la, era preciso comprar uns bilhetes que davam direito a falar durante um certo tempo. Em 1899, William Gray inventou a cabina que se ativa com uma moeda, que se revelou um formato mais popular.

O primeiro camião da história

O primeiro camião da história, inventado pelo alemão Gottlieb Daimler (1834-1900), tinha apenas quatro cavalos de potência (na foto abaixo, uma réplica). Além disso, tinha apenas três velocidades: duas para a frente e uma de marcha-atrás.

 

1280px-DMG-Lastwagen_von_1896.jpg

Apple I: um dinossauro informático

Se não fosse o nome bem visível da marca, ainda sem maçã, qualquer pessoa pensaria que estamos perante uma variante antediluviana da máquina de escrever. No entanto, não é, nem sequer anda perto. Trata-se do Apple I, o primeiro computador desenhado por Steve Jobs e pelo seu sócio Steve Wozniak.

 

1200px-Apple_I_Computer.jpg

 

Na realidade, foi construído por Wozniak (um reputado informático) em 1975, depois de ver pela primeira vez um microprocessador em cuja diminuta estrutura (menos de dois centímetros quadrados) podia caber tudo o que era necessário para fazer um computador.

 

O Apple I foi mostrado ao público em abril de 1976, no Homebrew Computer Club de Palo Alto (Califórnia).

Pág. 5/5