Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Torre de Babel

Torre de Babel

As aventuras de John Hanning Speke

John Hanning Speke (1827-1864) não era culto como o seu companheiro de viagens Sir Richard Burton. Era um caçador que julgava os lugares que explorava pela quantidade de caça que tinha.

 

john-hanning-speke-4.jpg

 

Speke serviu ativamente no Exército indiano, como oficial, nas guerras sikhs, antes de se juntar a Burton na desafortunada viagem à Somália. Capturado e atado pelos Somalis, saiu a correr da tenda dos seus captores, com as mãos atadas, enquanto as setas zumbiam à sua volta. Embora conseguisse alcançar a liberdade ficou gravemente ferido.

 

Na sua segunda expedição, Burton contraiu malária, antes de chegarem ao lago Tanganhica e Speke quase cegou com uma infeção ocular. O explorador recompôs-se primeiro e partiu sozinho em busca de um lago maior que sabia existir mais para norte.

 

Quinze dias depois, estava na margem de um enorme lago a que deu o nome de Vitória, em honra da sua rainha. Para Speke estava resolvido o problema, mas Burton não tinha a certeza.

 

Mais tarde, em Inglaterra, Speke afirmou que o lago Vitória era a nascente do Nilo. Isto levou a uma discussão aberta com Burton e ao fim da amizade entre eles.

 

Speke tinha os seus apoiantes na Royal Geographical Society que financiaram outra expedição para confirmar as suas afirmações. Desta vez levou consigo um amigo, James Grant.

 

Partindo de Zanzibar mais uma vez, viajaram entre o lago Tanganhica e o lago Vitória. Depois da hospitalidade de Kabaka do Buganda, Speke descobriu a nascente do Nilo a que chamou «cataratas de Ripon». Devido à presença de tribos pouco amistosas, não conseguiu seguir o Nilo até ao Sudão, atravessando o lago Kyoga e o lago Alberto. Os seus inimigos aproveitaram a oportunidade para amesquinharem as suas descobertas.

 

De regresso a Inglaterra, estava prestes a tomar parte num debate com Burton, em Bath, quando, acidentalmente ou não, foi atingido por um tiro quando caçava perdizes na noite anterior.

 

Os feitos de John Hanning Speke ficaram aquém dos seus objetivos, mas desbravou toda uma zona de África abrindo-a ao conhecimento europeu, e preparou o caminho para o seu companheiro Samuel Baker determinar o curso exato do Nilo depois de sair do lago Vitória.